Monteiro Lobato e o MEC

Estou meio chocada com esta notícia também.  Gostei do desabafo de Sonia Rodrigues e por isso, eu o reproduzo aqui no Cantinho.

29_MVG_Caçadas de PedrinhoEstou pasma com a notícia. Um estudante de mestrado da Unb denunciou, uma professora universitária foi relatora do processo e um conselho nacional de educação aprovou um parecer de censura à leitura de Caçada de Pedrinho nas escolas públicas. Onde? No Brasil.

Qual é o próximo passo? Proibir Stanislaw Ponte Preta porque, numa crônica, colocou um leão comendo funcionários públicos sem sofrer já que são preguiçosos e inúteis e não fazem falta a ninguém. Depois será proibido Nelson Rodrigues porque fez de um negro vilão e algoz dos filhos da mesma cor. Proibiremos Shakespeare por ter criado Próspero oprimindo Caliban. Finalmente, Homero pela posição insignificante dada a Briseides. Não tem fim a lista de possibilidades do politicamente correto importado por setores (poderosos) intelectuais no Brasil.

Eu deixei de ler uma escritora norte-americana até razoável o dia em que ela transpôs para a Grécia antiga, numa obra de ficção, os conceitos contemporâneos de escravidão. Fiquei de queixo caído com um filme norte-americano em que Tróia é tomada em seis horas e Briseides leva o maior papo feminista discutindo a relação com Aquiles.

Qual é o problema dessas pessoas? Não conseguem ter empatia suficiente para entender outro ponto de vista que não o delas? Não conseguem olhar para outra época sem a visão presente?

Acusam o texto de Monteiro Lobato de racismo. Quem é racista? Emília? Dona Benta? O narrador? O autor? Por acaso, a minha dissertação de mestrado é sobre a obra infantil de Lobato. Por acaso, li muita coisa da correspondência dele com amigos. Como Godofredo Rangel, Anísio Teixeira, Lima Barreto. O que posso dizer num blog sobre ele, eu que leio Lobato desde os oito anos e que só recebi contribuições positivas de sua literatura? Posso dizer que ele era um homem corajoso, contestador, criativo e genuinamente interessado na melhoria da educação no Brasil.

Quantos dos que imitam as bobagens vindas da esquerda culpada norte-americana podem se gabar disso?

Imagem extraída do Google.

Texto extraído daqui.

Bookmark and Share
Related Posts with Thumbnails

Tags: , , , Esse texto foi postado em segunda-feira, 1 de novembro de 2010 às 20:18 nas categorias Brasil, Literatura Infantil, Monteiro Lobato, Notícia. Você pode seguir as respostas pelo RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou trackback do teu próprio site.

5 Comentários para “Monteiro Lobato e o MEC”

  1. Albuq escreveu:

    CONCORDO em tudo com você!
    Nem tudo que o outro diz diferente de mim está errado porque não concordo. Precisamos olhar em volta e perceber que todo mundo tem algo a contribuir. Sou leitora de Lobato e acho um absurdo essa censura! bjs

  2. georgia aegerter escreveu:

    Mas que absurdo…quer dizer que se eu chamar alguém de neguinho, já sou preconceituosa???

    Querem acabar com tudo que é nosso e pegar os enlatados.

    Lamentável.

    Bjao

  3. Beta escreveu:

    Olá.
    Hoje venho aqui para te convidar para participar do amigo oculto do Mix.
    Passa lá:
    http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/11/amigo-oculto-de-livros-segundo-ano.html
    Te espero!

  4. Grace Olsson escreveu:

    A B S U R D O!!!!

  5. Bete escreveu:

    Ola querida
    Passei pra deixar um beijo e um abraço caloroso.

Deixe um comentário



XHTML: Você pode usar esses códigos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pode demorar um pouco para mostrar o comentário. Não será preciso postar de novo.