Trijntje Oosterhuis chegou ao Brasil através de ‘Viver a Vida’

Já postei outras vezes, minha paixão pela voz dessa cantora holandesa, Trijntje Oosterhuis, aqui nessa reportagem chamada de Traincha (????) – Talvez por causa da difícil pronúncia :-) . Tomara que ela seja reconhecida aqui no Brasil como é na Holanda. A discografia de Trijntje é bem versátil: ela revisita clássicos, canta em inglês, holandês, já ouvi também alguma música em italiano – ao mesmo tempo, ela parece estar antenada com a música pop atual. Acho que é por isso que gosto tanto de suas interpretações, pois ela não despreza os sucessos antigos e ao mesmo tempo canta o que há de bom na música pop dos dias de hoje. Ela já gravou um cd com músicas do Stevie Wonder, já gravou com Lionel Richie e tanta gente boa… Um dia desses, pesquisando sobre ela no You Tube, encontrei um encontro dela com Ivan Lins! Conheçam Trijntje e, tenho certeza, alguns de vocês vão se encantar também por ela. Seu site é http://www.trijntje.nl/ Também pode ser acessado em inglês. Nesta primeira página, ela aparece com um outro grande astro da música holandesa: Marco Borsato. Outro dia, eu falo sobre ele.

A reportagem:

RIO – Executada todas as noites na trilha sonora da atual novela das oito na Globo, “Viver a vida”, tanto o timbre vocal da cantora quanto o arranjo instrumental de “What the world needs now” remetem à diva maior de Burt Bacharach, Dionne Warwick. Mas a intérprete, de técnica impecável, dessa recente versão do clássico de Burt Bacharah & Hal David é uma holandesa de 36 anos, Traincha, cujo disco “Who’ll speak for love” (Blue Note/EMI) acaba de ser lançado no Brasil.
Editado nos Estados Unidos e na Europa há dois anos, este é o segundo songbook que a holandesa dedica à obra de Bacharach e, como no anterior, “The look of love” (em 2006), contando com o aval do compositor. Além de participar tocando piano em três faixas, ele escreveu uma nova introdução para “Raindrops keep falling on my head” e entregou à cantora a inédita música que deu título ao disco (parceria com o letrista Tim Rice), gravada com a participação especial do gaitista belga Toots Thielemans.

Acompanhada pela Metropole Orchestra, com regência de Vince Mendoza (arranjador em três faixas) e arranjos do também produtor Patrick Williams, Traincha (nascida em Amsterdã, onde foi batizada como Judith Katrijntje Oosterhuis) é extremamente fiel às versões originais do repertório, a maioria delas lançada nos anos 1960. Mesmo nas composições mais recentes, caso das duas parcerias com o roqueiro inglês Elvis Costello, “God give me strength” e “Painted from memory”, a sonoridade remete ao período no qual as canções de Burt Bacharach disputavam os primeiros lugares das paradas pop com os Beatles e companhia. Hoje, sucessos como “One less bell to answer”, “This girl’s in love”, “I just don’t know what to do with myself” e “On my own” têm o sabor de clássicos, e o tratamento dado a eles pela eficiente Traincha e por seu time de colaboradores reforça essa ideia, e garante uma boa viagem aos anos 1960.

Notícia extraída daqui:

Imagem: Google


Bookmark and Share
Related Posts with Thumbnails

Esse texto foi postado em terça-feira, 27 de outubro de 2009 às 16:43 nas categorias Burt Bacharach, Minha Música, Trijntje Oosterhuis, Trilha Sonora. Você pode seguir as respostas pelo RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou trackback do teu próprio site.

7 Comentários para “Trijntje Oosterhuis chegou ao Brasil através de ‘Viver a Vida’”

  1. Camille escreveu:

    Ola Sonia,
    Adoro as indicações da Georgia. Seu blog cheio de borboletas é lindo. Quanto a cantora, de nome para mim impronunciavel, vou procurar conhecer. Adoro cantores de linda voz e repertorio versatil como voe diz que ela tem.
    Beijos,
    Cam

  2. Georgia escreveu:

    Tudo bem com vocês?

    Que beleza! Eu me lembro de um outro post seu falando dela. Essa música eu adoro e como o Daniel está aprendendo inglês e a letra vem junto com esse video, hoje ele vai aprender as palavras dessa música que é bem fácil.

    Te desejo uma linda semana

    Beijos

  3. Sonia H. escreveu:

    Oi, Georgia,

    Tudo bem conosco! A Trijntje gravou dois cds com músicas do Burt Bacharach – e você sabe, são músicas com letras lindas! Para o Daniel, será um bom incentivo para aprender inglês.
    Beijos,

  4. Georgia escreveu:

    Sonia, vim te contar. Ele comecou timidamente a cantar um trechinho. Hoje vamos continuar. Se vc encontrar outras assim pode me enviar por email?

    Mas nao precisa procurar, é se encontrar por acasao…

    Um beijo

  5. Sonia H. escreveu:

    Georgia,

    Que bom! Esta é realmente uma forma bem gostosa de aprender. Pode deixar que ao encontrar letras boas com os textos eu mando para você!
    Beijos,

  6. Rosamaria escreveu:

    Oi, Sonia!
    Adoro as músicas do Burt Bacharach. Assisti alguns capítulos da novela quando estava na casa da filha, depois da cirurgia e não conseguia identificar a cantora. Claro, não conhecia. Vou procurar outras interpretações dela.

    Boa idéia da Georgia, a gente aprende muito a língua escutando música.

    Bjim.

  7. Sonia H. escreveu:

    Rosa,
    Se você gosta do Burt Bacharach, existe um cd dele e também dvd chamado One Amazing Night. Se você não conhece, Rosa, procure, porque é muito bom. São vários artistas interpretando suas músicas, e é maravilhoso ver os artistas mais jovens, como a Sheryl Crow dando uma nova 'roupagem' às suas belas canções.
    Desejo que você fique logo boa, viu?
    E aquela planta? Ainda não descobri o nome… risos.
    Beijos,

Deixe um comentário



XHTML: Você pode usar esses códigos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pode demorar um pouco para mostrar o comentário. Não será preciso postar de novo.