Cajá-manga e as minhas memórias de infância



Semana passada fui fazer compras no supermercado e ao chegar na parte das frutas, tive uma grata surpresa: encontrei cajá-manga! Fazia muito tempo que eu não comia cajá e como num filme, minha mente viajou por um tempo de menina que teve uma infância rica em experiências, cheiros, artes e sabores. No Rio de hoje, quase não se come fruto do pé e eu refiro-me à vida na cidade grande, claro. Lembrei do pé de cajá do quintal dos meus avós e onde todos nós brincávamos. Comer aqueles cajás foi como reviver a minha infância. Sinceramente não sei o motivo de não mais encontrar o cajá com facilidade – mas é verdade que não tenho visto mais pés de cajá-manga como antigamente, assim como não encontro muitos pés de amoras por aí. Esta era uma outra fruta que comíamos do pé. Um mel!
Depois pensei numa outra lembrança relacionada ao pé de cajá da minha infância. Eu que era uma arteira de primeira, havia colhido alguns cajás do pé. Só que lembro-me bem, estavam todos muito verdes e na época minha mãe não deixava-nos cortar as frutas sozinhos, já que podíamos nos cortar. Eu não sei qual era a minha idade, mas talvez não mais do que 7 anos… Bem, como eu queria por que queria comer aquele cajá, o que eu fiz?
Peguei uma faca pequenina na cozinha de minha casa e fui me aventurar a descascá-lo…. e o resultado foi que a faca em vez de cortar o cajá, foi direto entre os meus dedos polegar e indicador, causando um grande estrago… eu naturalmente chorei muito, apavorada com a quantidade de sangue… e minha mãe mais uma vez foi correndo comigo para hospital… Resultado: alguns pontos para costurar o estrago….
Aquele cajá estava mesmo verde…. mas estes que comprei estavam MA-RA-VI-LHO-SOS. Engraçado que uma moça que passava por perto teve uma reação muito saudosista e semelhante a minha e começou a me contar histórias da infância dela associadas ao cajá. Que ela subia na árvore da vizinha escondida para pegar os cajás…
imagens extraídas daqui e daqui.

Bookmark and Share
Related Posts with Thumbnails

Esse texto foi postado em terça-feira, 7 de abril de 2009 às 00:37 nas categorias Cajá-manga, frutas, memórias de infância. Você pode seguir as respostas pelo RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou trackback do teu próprio site.

5 Comentários para “Cajá-manga e as minhas memórias de infância”

  1. Marcia H escreveu:

    em port de internet: mimata

    adoro, tenho estórias da minha infancia tb

    bj

  2. Blog do Beagle escreveu:

    Sonia, eu sou caipira do asfalto e nem sei o que é cajá!!!!!!!! Amei seu post. Bjkª. Elza

  3. Celia escreveu:

    Eu tb adoro caja. Tenhos boas lembrancas da infancia tb. Lembro q eu queria uma boneca mas nao tinhamos dinheiro pra comprar. Dai tirei muita cajá, vendi tudo e com o dinheiro, minha tia q ia viajar pra Espanha, comprou pra mim uma boneca. Quase morro de alegria. Boa páscoa. Bj

  4. maria candida pessoa escreveu:

    bommm eu tmbm tenho boas lembranças de minha infancia.morei no rio de janeiro até os meu 9anos,ai nessa idade eu cumi muito cajá uma fruta muito boa verde ou matura.eu gostava de comer verde pois ai eu colocava um pouco de sal,nossa só de falar me da muita aguá na boca.Agora eu moro em florianopolis,santa cataria e aqui não tem está fruta maravilhosa que eu amo muito e tenho muita saudadessss da minha infancia.obrigado por lembrar das coisa boas da vida como a infancia…bjsss

  5. JUNIOR escreveu:

    LEGALLLLLLLLLLLL

    A MESMA HISTÓRIA ACONTECEU COMIGO AQUI EM SÃO BERNARDO

Deixe um comentário



XHTML: Você pode usar esses códigos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pode demorar um pouco para mostrar o comentário. Não será preciso postar de novo.