BLOGAGEM COLETIVA: EM DEFESA DA INFÂNCIA


Foi no blog da Andrea que eu fiquei sabendo destas duas novas blogagens coletivas em Defesa da Infância. Considero muito importante apoiar e divulgar a iniciativa do blog Diga não à erotização infantil!, afinal, se somos amigos das crianças, se somos pais, avós, educadores, pessoas sãs, queremos o bem de nossas crianças . Queremos e devemos exigir que elas vivam com dignidade e respeito. Na chamada para a blogagem coletiva, os colaboradores do blog informam que o dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Como no dia 14 de fevereiro, já havia participado da blogagem idealizada pela Luma contra a pedofilia, republico hoje o post que escrevi naquele dia, por achá-lo pertinente com o assunto da nossa blogagem de hoje.

“Ser Criança”

Gostamos de brincar
Com tudo o que temos à frente,
Fazemos amigos sem parar
E somos todos inocentes.
Com muito amor e alegria
Ensinam-nos coisas sem parar,
Rodeados estamos de magia
E crescemos sempre a sonhar.
Como somos pequeninos
E estamos sempre a correr,
Ficamos muito cansadinhos
E sestas temos de fazer.
Protegidos pelo colinho
Que os adultos nos dão,
Adormecemos como uns anjinhos
Dando asas à nossa imaginação!

Créditos do poema: http: saberes-efnb.blogspot.com/2007/10/poema-ser-crianca.html
Foto: retirada do Google imagens

Começo minha participação nesta blogagem coletiva sugerida pela Luma com este singelo poema sobre ’ser criança’.
Cada um de nós já foi criança um dia e sabe como é maravilhoso ter vivido essa fase tão mágica, pura e autêntica de fazer e acontecer, do faz-de-conta, de dizer o que pensa, de imaginar as coisas mais incríveis, da espontaneidade e da capacidade de sonhar e acreditar no sonho. Quem viveu este direito algum dia, teve infância de verdade, por que foi presenteado com o dom da inocência e com a fértil capacidade de imaginar.
A criança que cresce num ambiente saudável com pais, familiares, atenção, amigos, afeto, amor, respeito e muito espaço para o lúdico, cresce em segurança e ao longo de sua vida torna-se um ser humano do bem: mente e corpo sãos.
Entretanto, nunca se ouviu falar tanto de pedofilia como hoje em dia. Infelizmente, nem todas as crianças estão protegidas como gostaríamos, já que muitas delas encontram monstros de verdade pelo caminho, que acabam por destruir seus sonhos de infância completamente. Infelizmente os pedófilos existem por aí em cada esquina… A cada dia, os jornais noticiam histórias de pedófilos molestando crianças (o caso mais recente, da nadadora Joana Maranhão, que revelou aos jornais ter sido molestada por seu treinador quando tinha 9 anos!)

Quem são esses monstros?

E como nós pais, educadores, seres humanos que amamos e respeitamos as crianças podemos perceber quando algo não está indo bem?

Acredito que nós pais temos a obrigação de ficarmos atentos quando se trata de proteger a integridade de nossos filhos. A internet, por exemplo, é uma estrada com caminhos muitas vezes sinuosos e, com freqüência, escutamos as histórias mais mirabolantes sobre crianças que começam a se comunicar com outras ’supostas crianças’ mas infelizmente são perfis falsos que escondem a verdadeira identidade de maníacos obcecados por crianças, que as atraem como presas fáceis e esperam dar o bote a qualquer momento.

Precisamos acompanhar melhor a vida de nossos filhos! Quais são páginas que nossos filhos costumam visitar na internet? Precisamos dialogar sempre com nossos filhos, saber como foi o dia deles na escola, no cursinho de inglês, na aula de judô ou natação. Conversar sempre! Precisamos alertá-los dos perigos que existem na internet e que principalmente não devem falar com estranhos e muito menos fornecer informações pessoais a desconhecidos.

Também faz-se necessário alertá-los que não é somente com relação a internet ’sem cara’ que devemos ficar em estado de alerta. O pedófilo pode também ser uma pessoa conhecida!

É claro que nós pais também devemos saber conversar com nossos filhos de acordo com a faixa etária deles. Conversar com nosso filha/o de 3 anos, 7 ou 15 irá demandar obviamente discursos completamente diferentes. Para isso, podemos sempre recorrer às organizações que trabalham em prol de uma infância saudável e longe dos pedófilos. Muitas dessas organizações possuem cartilhas que nos ensinam a lidar com o problema e como conversarmos sobre este tema tão conflitante.

Fazendo minhas pesquisas pela internet, encontrei várias dessas organizações e reproduzo aqui dois textos interessantes que encontrei: porém, em primeiro lugar, é importante citar que existe o ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ( lei federal no. 8069/90 de 13/03/1990) que foi criado com o objetivo de dar PROTEÇÃO INTEGRAL À CRIANÇA.
Se este estatuto tem protegido as crianças do Brasil, muitas vezes penso que não como deveria.
O ECA diz em seu art. 18:

  • É dever de todos zelar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.



Será que todos estamos zelando pela dignidade de nossas crianças e adolescentes?


Reproduzo agora dois textos extraídos do Observatório da Infância, cujo objetivo é esclarecer e ajudar os pais a ajudarem seus filhos.


Pedofilia e abuso sexual: proteja seus filhos.
Rio de janeiro, 28 de janeiro de 2008.

O que os pais podem fazer para prevenir o abuso sexual e proteger seus filhos

O Observatório da Infância recebe uma grande quantidade de e-mails através da seção “Conte seu caso”. As situações mais freqüentes e mais dolorosas são de abuso sexual. Nas entrevistas que damos continuamente na mídia sobre pedofilia e abuso sexual a pergunta mais freqüente feita pelos jornalistas é como evitar que uma criança seja sexualmente abusada. Hoje, vamos dar destaque aqui às recomendações do Observatório da Infância para prevenir o abuso sexual.

  • Lembre-se sempre que pedofilia é uma perversão sexual, caracterizada pela opção sexual preferencial por crianças e adolescentes, de forma compulsiva e obsessiva. O pedófilo é um doente que pode cometer crimes contra crianças.
  • O pedófilo é uma pessoa aparentemente normal e muitas vezes inserida na sociedade.
  • A pedofilia é uma patologia muito freqüente em todos os níveis sociais e econômicos. Lembre-se portanto: Não é rara a presença de pedófilos no meio da família, nas escolas, nas praças, nos playgrounds, nos educandários, no ambiante esportivo, nas igrejas, em consultórios médicos e em todos os lugares onde ele, o pedófilo, possa encontrar crianças e adolescentes.
  • Lembre-se que na maioria das vezes o abusador sexual de crianças é alguém da própria família ( pai, padrasto, avô, tio, cunhado, irmão mais velho, ou alguém sem vínculo familiar, mas próximo da criança).
  • O abuso sexual de crianças e adolescentes é um ato covarde, de manipulação do poder e da confiança que crianças têm naquele adulto.
  • Lembre-se que a internet tornou-se hoje um paraíso para pedófilos. Encaminhe suas denúncias sobre pedofilia na internet para http://www.censura.com.br/index.php?option=com_contact&Itemid=3.
  • O abuso sexual de crianças e adolescentes é crime. Cobre da polícia e do Poder Judiciário investigação minuciosa, a aplicação da lei e a proteção de seu filho e de outras crianças.
  • O abuso sexual já ocorreu, mas você pode evitar que ele prossiga. Uma criança vítima de abuso sexual pode levar para o resto de sua vida sentimentos de vergonha e culpa que a prejudicarão seriamente. Para evitar as dolorosas conseqüências do abuso sexual, a criança precisa falar sobre o que ocorreu. Ouça o que sua filha ou filho tem a contar e acredite neles.

Fonte: Observatório da Infância

IMPORTANTE!!!!

O que os pais devem fazer para prevenir o abuso sexual e proteger seus filhos:

  • Estar bem informados sobre a realidade do abuso sexual contra crianças.
  • Ouvir seus filhos e acreditar neles por mais absurdo que pareça o que estão contando.
  • Dispor de tempo para seu filho e dar-lhe atenção.
  • Saber com quem seu filho está ficando nos momentos de lazer. Conhecer seus colegas e os pais deles.
  • Procurar informar-se sobre o que sabem e como lidam com a questão da violência e do abuso sexual os responsáveis pela creche, pela escola e pelos programas de férias. Faça o mesmo com o seu pediatra, o conselheiro religioso, a empregada e a babá.
  • Antes de tudo, falar com seu filho e sua filha e lembrar-se que o abuso sexual pode ocorrer ainda nos primeiros anos da infância.
  • Entre 18 meses e 3 anos, ensine a ele ou ela o nome das partes do corpo.
  • Entre 3 e 5 anos, converse com eles sobre as partes íntimas do corpo (aquelas cobertas pela roupa de banho) e também como dizer não. Fale sobre a diferença entre o bom toque e mau toque.
  • Após os 5 anos, a criança deve ser bem orientada sobre sua segurança pessoal e alertada sobre as principais situações de risco.
  • Após os 8 anos deve ser iniciada a discussão sobre os conceitos e as regras de conduta sexual que são aceitas pela família e fatos básicos da reprodução humana.

Adaptado de textos da American Academy of Pediatrics divulgados no site: www.aap.org/family/cabuse.htm

Fontes de pesquisa:

http://www.observatoriodainfancia.com.br
http://www.censura.com.br
http://www.safernet.org.br

Bookmark and Share
Related Posts with Thumbnails

Esse texto foi postado em domingo, 18 de maio de 2008 às 01:00 nas categorias Anti-pedofilia, Blogagem Coletiva, Em Defesa da Infância, criança. Você pode seguir as respostas pelo RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou trackback do teu próprio site.

5 Comentários para “BLOGAGEM COLETIVA: EM DEFESA DA INFÂNCIA”

  1. Luci Lacey escreveu:

    Oi Sonia

    Tambem estou nesta blogagem.

    Temos que dar forca mesmo, divulgar, pedir adesao, olha em cima e denuncia destes atos covardes.

    Beijinhos e boa semana

  2. Georgia escreveu:

    Ah, Sonia, este é um assunto que me dói em ouvir, viu. Peco a Deus todos os dias que livre os meus filhos.

    Beijao

  3. Meire escreveu:

    Este meu afastamento da net, me fez esquecer e perder um monte de coisas…

  4. Luma escreveu:

    Um assunto extremamente importante!! Infelizmente nem todos estão preparados para assumir a sua porção cidadão! Boa semana! Beijus

  5. Alê escreveu:

    Sempre é importante lembrarmos desse tema tão importante e tão real em nosso dia a dia.

    Beijos

    Alê

Deixe um comentário



XHTML: Você pode usar esses códigos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pode demorar um pouco para mostrar o comentário. Não será preciso postar de novo.